quinta-feira, 13 de outubro de 2011

É Brabo Isso Daí, Tchê...

Dia das Crianças, à tarde, jogo para reunir a família gremista. Sim, havia promoção em que Mamães e Crianças não pagavam o ingresso para assistir a mais uma vitória do Grêmio, que estava voltando a ser temido e imbatível jogando dentro do Monumental. Mas tinha o Figueirense no meio do caminho, e eles sempre nos complicam, tanto em Florianópolis quanto aqui.
O jogo em si foi uma tragédia só. Nossa zaga estava sofrível, Edcarlos e Rafael Marques estavam em um dia de falhas e cada descida dos catarinenses era um filme de terror. E nossos laterais, sempre as melhores fontes de jogadas do nosso time, tiveram trabalho para superar a forte marcação adversária. Resultado disso? Apenas duas chances gremistas de gol, e assim mesmo, de fora da área em bolas na trave. E pra piorar, o Figueirense havia aberto o placar com Aloísio, e feito o segundo com Elias.
Segundo tempo, Roth traz para o campo Miralles e Gilberto Silva. O primeiro entrou no lugar de Escudero, que fez um primeiro tempo abaixo da média. E o segundo entrou na zaga, amparado pela sua boa atuação na derrota para o Coritiba. O problema, Roth, foi que você tirou o zagueiro errado. Era Edcarlos quem estava em pior tarde, não Rafael Marques.
O Grêmio não se encontrava em campo e não acertava uma boa jogada sequer. Roth apelou para Clementino, no lugar de Marquinhos. “Estamos com mais atacantes, vamos buscar!” Que nada, o Grêmio não tem atacantes de qualidade. Miralles, André Lima, Clementino, e até mesmo Brandão, que está lesionado e não jogou ontem, não seriam soluções. Até conseguimos chegar ao gol, com um zagueiro. Na pressão, Douglas cruzou no segundo poste e Edcarlos testou firme para diminuir. Grêmio 1x2.
A partir daí, O Grêmio, que já estava atônito e afobado, atirou-se ao ataque de forma mais bagunçada que recreio de jardim da infância para tentar o empate. Eis que Wellington Nem arranca em velocidade, pega a zaga gremista aberta. Vem terror por aí. Ele desconcerta Gilberto Silva, dribla o goleiro Victor e faz um golaço. 3x1 para o Figueirense, ao natural, dentro do Olímpico, para decepção de nossas criancinhas...
Agora, temos uma sequência complicada. Santos, na Vila Belmiro, onde uma vitória nossa ultimamente é sinônimo de aberração da natureza. E em seguida, o América-MG, praticamente rebaixado, para depois o encontro com o traíra do Flamengo, no dia 30.
Não podemos nos iludir. Mais uma vez, jogamos fora uma oportunidade de crescer no campeonato. O que devemos fazer daqui pra frente é concentrar as forças para acabarmos o ano onde estamos. Sim, pois subir é difícil, e cair é uma tragédia. Vamos fazer um trabalho pelo menos decente e planejar 2012. É preciso melhorar o elenco, trazer um parceiro de zaga para o garoto Saimon, uma, ou duas, peças eficientes para o ataque e, quem sabe, um meio-campista. O Olímpico merece uma despedida à sua altura, e nossas crianças merecem ver o Grêmio campeão que nós marmanjos estávamos acostumados a ver.
Força e Raça, meu Grêmio.
Por @maurinhodutra
Fotos @medeiros_carlos

2 comentários:

Deia sts disse...

Somente 2 palavras vem à minha cabeça depois do jogo de ontem e o do final de semana passado - MEDIOCRIDADE E VEXAME. Infelizmente está DOENDO ser gremista com esta sequencia desastrosa. #ForaOdone e #RothNãoDá

Anônimo disse...

Sabias palavras caro amigo, sim, precisamos de álguem que saiba se portar com responsabilidade na zaga, assim como faz, e bem feito, o garoto saimon. Meio campo creio eu que temos bons "criadores". Necessitamos, sim, é de alguem com "culhão" pra tomar a frente no ataque, e resolver esse cancêr que está deixando o nosso grêmio debilitado .
Renan Vinicius (@nanvinicius)